terça-feira, abril 04, 2006

Adeus

Hoje o dia nasceu triste
As cores pálidas, a comida insossa
O coração pesado, o ritmo cansado
Recordações findas
De alguém que se foi
Mococa, São Paulo, Paris, Londres
Bons momentos...
Carsus, siga em paz!
Na bagagem, só boas lembranças
Carsus Dias, Auto-retrato - Bar Democrata, São Paulo, 1999.

2 comentários:

Lu disse...

Mais uma lágrima. A última.
Nada nessa vida é por acaso, então é o momento de elevarmos os pensamentos e guardamos as melhores lembranças no coração.
Paz.

Flavio Ferrari disse...

Recordações não findam.
São tudo que temos além da fugacidade do presente.
Costumo dizer que só existem duas coisas realmente importantes nessa vida.
A primeira é a memória.
A segunda, não me lembro qual é ...
Não sei quem foi Carsus, mas se fez por merecer o pesar de sua ausência, é porque o que fez valeu a pena...