quarta-feira, agosto 23, 2006

Ah, se fosse no Canadá...

Neste mês de julho, tive a oportunidade de visitar o Canadá e em uma palavra posso definir minha impressão deste país: civilizado. Voltei com a sensação de que todos nós, brasileiros (principalmente aqueles que atualmente nos "des-governam") deveríamos fazer um estágio de civismo por lá. Aprender com este povo amável e solícito que mesmo coisas simples como jogar o papel da bala no lixo (e não na rua!), além de educação, contém em si ética e respeito pelo país e pelas pessoas. Com outras gratas descobertas, como paisagens belíssimas e um ambiente absolutamente acolhedor, constatei que o slogan "ordem e progresso" quando bem traduzido e verdadeiramente posto em prática dá certo.
Na volta, o choque foi inevitável: latas de alumínio sendo atiradas pela janela do carro (sim, ainda tem gente que faz isso!), fechadas e buzinadas gratuitas no trânsito, entre outras atitudes do gênero. E a cada um desses tropeços cívicos, lembrava-me dos exemplos canadenses e sentia-me constrangida.
Mas, se deu certo lá, porque não aqui? Em tempos de pleito e eleições, cabe fazer minha reinvidicação pessoal: benchmarking desse modelo de nação. Está pronto é "só" copiar! Que tal começarmos pelos papéis de bala?

2 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Oi Amanda ...
Que bom que você voltou a postar !
Agora, Ordem e Progresso ...
Remember 64 !
Sou mais pelo investimento em educação. Demora, mas dura.
Beijo.

Amanda Arthur disse...

Querido Flávio,
Fico honrada com suas visitas e comentários.
Quanto a 64, uma tradução infeliz e muito particular de alguns para nosso slogan. Certamente, para termos a ordem democrática que interessa a todos (ou a quase todos!), precisamos de muito investimento em educação. Uma coisa leva à outra, certo?
Beijo e saudade!