domingo, novembro 05, 2006

Homeopatia III

"Nenhum homem é hipócrita nos seus prazeres."
"Nul homme n'est hypocrite dans ses plaisirs."
Albert Camus

7 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Seriam os brancos mais felizes do que os negros ?

Amanda Arthur disse...

Sabe que não olhei a ilustração com esses olhos, Flávio? Apenas o contraste entre o preto e o branco me agradaram. Mas, já que tocou no assunto, me parece que tendemos a fazer essa associação digamos semiótica pelas emoções normalmente associadas às luzes e às trevas, ao transparente e ao turvo... Vai que o cara que desenhou as máscaras tem esse repertório incutido. Que diz o livro sobre teoria das cores que faz parte de sua biblioteca particular?
Se pensarmos em brancos e negros, na média e em minha opinião deveria ser o oposto. Algo me diz que a Melanina e Serotonina gostam muito uma da outra.

Anônimo disse...

Sabe eu gostei das mascaras,acredito de que elas representam quem somos?
Afinal todos temos uma,e o pior é que à usamos!

Amanda Arthur disse...

Anônimo,
Opino que a vida sem fantasia e até um pouco de dissimulação seria insuportável.
De volta ao que disse o escritor Albert Camus, quando fazemos algo que nos dá prazer, provavelmente não usamos nenhuma máscara, pois aí, não é "preciso".
Obrigada pelo comentário!
Abraço,
Amanda

Flavio Ferrari disse...

Nunca tinha feito essa associação de "inas" ...
Mas falando em biblioteca, sugiro a leitura do livro Blink, num piscar de olhos.

Flavio Ferrari disse...

ps - no filme "De olhos bem fechados" todo mundo usa máscara ...

Amanda Arthur disse...

FF,
O Blink já está na estante, lido! Gostei. Fazia muita coisa daquilo de "cortar em camadas" intuitivamente... Passei a prestar mais atenção nesses eventos.
Sobre o "De olhos bem fechados", é verdade: os máscarados do Stanley Kubric são hipócritas quando se despem de sua fantasia e passam a usar outras máscaras, as "invísíveis", as que se confundem com seus rostos...